14 tendências na arquitetura

Quando você pensa sobre o futuro, como vê o ambiente construído? De acordo com este artigo, originalmente publicado no  Archidaily e Hunffington Post como The Architecture of the Future is Far More Spectacular than You Could Imagine, o futuro está mais próximo do que poderíamos pensar – projetos atuais já estão respondendo às necessidades imaginárias e desejos da próxima geração. De uma torre com pavimentos rotacionados a um parque capaz de filtrar o esgoto, confira 14 projetos que são a arquitetura do amanhã.

1. Pontes hipinóticas

Por que desenhar pontes suspensas comuns ou viadutos em arco quando a humanidade é capaz de construir enormes proezas arquitetônicas como esta para atravessar um rio? O impressionante desenho ondulante, destinado a funcionar como uma passarela de pedestres sobre o Rio Dragon King Harbour, na China, é resultado do trabalho de NEXT Architects. O projeto da ponte envolve três pistas individuais, torcidas, pairando sobre a paisagem pitoresca de Changsha. A proposta venceu em 2013 um concurso internacional para um novo parque público na região e está agora em fase de construção.

o-BRIDGE-570

 

2. Arranha-céus giratórios

Esta imagem de um arranha-céu de 80 andares, imaginado por David Fisher, do Dynamic Architecture, em 2008, é uma imagem rebuscada para o futuro de Dubai. Por quê? Porque ele gira.

O enorme edifício imponente teria pavimentos que rotacionam, ainda que levemente, completando um giro de 360 ​​graus a cada 90 minutos. Esqueça a luta por um apartamento virado para o leste, as suítes deste projeto do Dynamic Architecture teriam todas as quatro orientações a seu dispor. Embora não se saiba se o projeto será realmente construído (estava programado para ser iniciado em 2010), o projeto é certamente um banquete visual.

twirlingtower1

3. Parques fechados. 

Em novembro de 2013, o Instituto Strelka anunciou o vencedor do concurso internacional para projetar o Zaryadye Park, primeiro novo parque público de Moscou, em mais de 50 anos. O vencedor foi Diller Scofidio + Renfro (em colaboração com Hargreaves Associates e Citymakers), que propôs este projeto particularmente impressionante baseado em uma teoria de “Urbanismo Selvagem”, ou o conceito de uma “paisagem híbrida, onde o natural e o construído coabitam para criar um novo espaço público.”

 Zaryadye Park 

O parque contará com quatro tipologias de paisagem – tundra, estepes, florestas e zonas úmidas, integrando micro-climas que permitirão que o parque funcione como um espaço público ao longo dos invernos extremos da Rússia. Essencialmente, os ambientes quase internos proporcionarão temperaturas reguladas, vento controlado e luz do dia simulada que incentivam o uso todos os dias da semana, um parque de lazer durante todo o ano. Como Diller Scofidio + Renfro adequadamente colocou, “Zaryadye Parque vai encarnar o passado e o futuro ao mesmo tempo.”

4. Arquitetura invisível

Arquitetura Invisível é o cartão de visitas do projeto de ficção científica, e estamos felizes de informar que os arquitetos de hoje estão no caso. A CNN informou em 2013 que “a ilusão de invisibilidade será alcançada com um sistema de fachadas em LED de alta tecnologia que utiliza uma série de câmeras que enviará imagens em tempo real para a superfície reflexiva do edifício.”

o-BARN-570

Mas há também a estrutura mais simples, menos chamativa (foto acima) projetada pela empresa stpmj, de Nova Iorque. O celeiro em forma de paralelogramo seria feito de madeira e toldo com filme espelho, a um custo de US $5.000. A ideia é “borrar a fronteira perceptiva” entre o objeto e o ambiente, de acordo com um comunicado enviado pelos arquitetos para o The Huffington Post, no início deste ano. Temos que dizer que estamos impressionados com a capacidade dos arquitetos de definir os limites do que invisível realmente significa.

5. Fortes à prova de desastres naturais. 

Para sua série “Dauphin Island,” o artista Dionisio Gonzalez projetou fortes futuristas feitos de ferro e concreto, fundindo o papel de artista com o de arquiteto, engenheiro e urbanista. Os edifícios peculiares – híbridos de casa de praia, bunker e nave espacial – foi concebido para os moradores de Dauphin Island.

o-FORTS-570

Localizada na costa do Alabama, no Golfo do México, a região é conhecida por enfrentar furacões perpétuos e catastróficos. Quando uma tempestade atinge a pequena ilha de cerca de 1.200 habitantes, que muitas vezes assola grande parte da costa, os moradores têm que reconstruir suas casas.

6. Roupas para Arranha-céus

Em Dubai, Burj Khalifa é conhecido como o edifício mais alto do mundo, medindo  mais de 800 metros divididos entre 160 andares. A estrutura em si é fascinante, mas o que é ainda mais intrigante é a proposta de uma roupa para cobrir o arranha-céu imponente em uma caixa gigante de tecido feito de material reflexivo.

o-ORIGINAL-570

Nós soubemos do projeto, apelidado de EXO-BURJ, em 2014. A estranha, cobertura envolveria todo o edifício, da torre ao nível do solo, em um “super leve, reflexivo e semi-transparente tecido”, de acordo com a descrição. A “roupa” temporária refletiria o cenário urbano em torno da torre, transformando o Burj Khalifa em um enorme espelho.

7. O Poder das Plantas

O que há para fazer com uma desatualizada e monstruosa usina de energia no futuro? Por que não dar às instalações uma reforma verde, que teria duas funções: embelezar a estrutura e proporcionar uma nova forma de lidar com as emissões de CO2.

o-PLANT-570

Funcionaria desta maneira: o escritório de arquitetura AZPA (Alejandro Zaera-Polo Arquitectura) planeja transformar a usina Wedel Vattenfall na Alemanha em um novo complexo industrial, que seria construído a partir das instalações anteriores e envolvido com uma pele ondulada de plantas trepadeiras. Esta pele estrategicamente colocada não só suavizaria a estética exterior da usina, mas iria criar uma bainha de trepadeiras para absorver as emissões de CO2. AZPA descreve o esforço, imaginado em 2013, como “uma tentativa de resolver o conflito entre a ecologia e o ambiente criado pelo homem.”

8. Torres Compostáveis

No início do ano passado o Museu de Arte Moderna e MoMA PS1 selecionou a “torre circular de tijolos orgânicos e reflexivos” projetada pelo The Living – chamada de “Hy-Fi” – como vencedora da 15 ª edição do Programa Jovens Arquitetos (YAP).

A estrutura temporária foi construída utilizando um novo método de bio-design incorporando um material totalmente orgânico.

 o-TOWERS-570

De acordo com o site do MoMA, Hy-Fi vai é a primeira estrutura a ter emissões quase nulas de carbono em seu processo de construção.

9. Interiores impressos em 3D

Esqueça os decoradores, o futuro do design de interiores está nas mãos da impressão 3D. Temos que agradecer os arquitetos Michael Hansmeyer e Benjamin Dillenburger por introduzir este conceito. Como parte do projeto “Grotesque Digital”, a dupla imprimiu um quarto inteiro, criando um cubo com 16 metros quadrados de área, adornado de modo a parecer uma catedral futurista.

o-ROOM-facebook digital-grotesque-10-620x465

 

10. Piscinas flutuantes 

É difícil não amar este projeto de Nova Iorque, de Family e PlayLab, que planeja trazer um sistema de filtragem gigante para as águas turvas entre Manhattan e o Brooklyn. O projeto tomaria a forma de uma grade piscina e flutuante, que será concretizada em 2016, caso todos os esforços de financiamento ocorressem como o planejado.

o-POOL-570

Em um comunicado divulgado no final de 2013, os especialistas em piscinas Archie Lee Coates IV, Dong-Ping Wong e Jeff Franklin anunciaram o início da construção de uma versão experimental da piscina. Eles angariaram fundos para o protótipo através de uma campanha no kickstarter.

Com data de lançamento prevista para a metade do ano, a mini-piscina testará as membranas de filtração nas condições reais do rio.

11. Salas de Concerto Infláveis

Do lado de fora se assemelha a uma grande bolha roxa, no interior se parece mais com uma brilhante concha colorida. Trata-se da primeira sala de concertos inflável do mundo, intitulada “Arca Nova”. O escultor britânico Anish Kapoor Iconic e o arquiteto japonês Arata Isozaki se uniram para criar a estrutura, destinada a percorrer as áreas do Japão afetadas pelo terremoto e tsunami de 2011.

o-NOVA-570

“Estou honrado por ter sido convidado para projetar a Arca Nova para a área de Tohoku”, afirma Kapoor no site da Arca Nova. “A estrutura define um espaço para a comunidade e para a música em que a cor e forma se unem. Espero que a destruição possa ser superada pela criatividade. A música pode consolar e unir as comunidades.”

12. Arranha-céus de madeira

Embora os arranha-céus de madeira podem não ser tão sensacionais como a torre giratória mencionada acima, a ideia de construir 24 andares em madeira é bastante surpreendente.

o-WOODEN-570

E isso pode se tornar realidade se as equipes do CF Møller e DinnellJohansson – vencedores do concurso de arquitetura HSB Estocolmo em 2013 – derem prosseguimento ao projeto do maior arranha-céu de madeira do mundo. O projeto (foto acima) é um dos três novos arranha-céus residenciais planejados para o centro da cidade de Estocolmo, porém, apenas uma das três propostas será construída.

13. Parques Esponja

Não é nenhum segredo que o Canal Gowanus de Nova Iorque é um um local rico em resíduos tóxicos, recebendo diretamente o escoamento de esgoto de parte da cidade. Mas um singelo projeto conhecido como “Parque Esponja” espera transformar o local no Brooklyn em um santuário devidamente filtrado e limpo – estabelecendo um modelo para o futuro desenho urbano.

o-SPONGE-570

O Gowanus Canal Conservancy e a empresa de arquitetura paisagística dlandstudio anunciaram em 2013 que planejam empregar um sistema de amortecedores da paisagem e de remediação de zonas úmidas para retardar, absorver e filtrar o poluído escoamento de esgoto em Gowanus antes de chegar ao canal.

Assim, o Parque Esponja deixará de ser 11,4 hectares de campos contaminados para se tornar uma área agradável à beira-mar, proporcionando um meio de absorver poluentes nocivos que continuam a infiltrar-se no campo de batalha industrial.

14. Sci-Fi Skylines

Em 2014, o escritório de arquitetura chinês MAD revelou imagens do Chaoyang Park Plaza, um centro de arranha-céus, edifícios de escritórios e espaços públicos que imitam a aparência das montanhas, colinas e lagos retratados em pinturas de paisagens chinesas. O complexo está em construção em Pequim e criará um skyline icônico, como se tirado de um filme de ficção científica.

o-SKY-570

“Ao transformar características das clássicas pinturas de paisagem chinesas, tais como lagos, nascentes, florestas, riachos, vales e pedras, em modernas paisagens da cidade, o espaço urbano cria um equilíbrio entre a alta densidade urbana e a paisagem natural”, a equipe do MAD escreve em seu site. Sorte para Pequim, o projeto já está em construção.

“Todo grande arquiteto é – necessariamente – um grande poeta. Ele deve ser um grande intérprete original do seu tempo e da sua idade.”

Essas são as palavras de um grande arquiteto, Frank Lloyd Wright, cujas visões de desenho harmonioso e planejamento urbano inovador resultaram em sua própria marca de arquitetura orgânica. Diríamos que Wright não foi apenas um intérprete de seu tempo – ele foi capaz de prever as necessidades e desejos dos séculos à frente dele. O arquiteto é – necessariamente – um visionário capaz de prever o futuro.

Espero que tenha gostado!

Abraços,

Ana Luiza Florez


Quer decorar sua casa ou apartamento conosco? Confira nossa loja de projetos de decoração on-line >> clique aqui <<

Gostou? Confira também a nova tendência em decoração: Dipped Paintings >> clique aqui <<

Comments : 0

Leave a Reply

*

captcha *

WordPress spam blocked by CleanTalk.